Você está interessado neles OFERTAS? Economize com nossos cupons em WhatsApp o TELEGRAM!

NOKIA G42 5G – Todas as verdades (inconvenientes)

Quem viu o nascimento da telefonia móvel sabe muito bem que a Nokia foi uma marca que contribuiu para a expansão dos celulares em grande escala, mas depois com o advento dos smartphones a marca finlandesa entrou em declínio, graças também ao deslize que teve com a Microsoft e seu Windows Phone, até a recuperação da HMD Global há alguns anos. Como está a Nokia hoje no cenário atual dos smartphones? Certamente não se destaca e não arrasa, na verdade, se continuar a produzir certo "lixo" como o Nokia G42, contando então com revisores improvisados ​​​​que falam bem de certos produtos apenas para manter boas certas colaborações com PRs, então você vai entender que em breve veremos desaparecer algumas de todas uma grande marca. Mas vou te contar tudo nesta review completa.

PACOTE DE VENDA

A Nokia se orgulha de se preocupar com o meio ambiente, tanto que a embalagem deste Nokia G42 5G é feita com papelão reciclado, assim como alguns materiais utilizados na fabricação de alguns smartphones da marca. Dito isto, justamente para preservar o meio ambiente, a Nokia não inclui carregador, apenas equipa o aparelho com um cabo duplo Tipo C para carregamento e transferência de dados e um pino para retirada da bandeja do SIM. Sem película protetora no display, sem fones de ouvido, sem capa protetora para o smartphone, mas depois, contrariando a ideologia da proteção ambiental, insere os manuais, feitos de papel, quando em vez disso poderia ter se salvado inserindo um QR Code que se refere a aquele manual.

MATERIAIS E DESIGN

O Nokia G42 5G não é um smartphone compacto, na verdade as dimensões são iguais a 165 x 75,8 x 8,55 mm para um peso total de 193,8 gramas, bastante se considerarmos que todo o corpo incluindo os perfis são feitos de policarbonato, felizmente com acabamento fosco e quase brilhante, que parece resistente a impressões digitais e sujeira. São 3 cores disponíveis, como roxo, cinza e rosa (a cor que testamos) com lindos jogos de luz, mas destacamos também a certificação IP52, que é rara de encontrar em muitos smartphones.

A ergonomia é boa e os perfis quadrados ajudam na aderência. O perfil superior é limpo, enquanto à esquerda encontramos a bandeja SIM, capaz de hospedar dois nano SIMs com conectividade 5G Dual, ou desistindo da função Dual SIM podemos inserir um micro SD para expandir a memória do sistema. Não temos e-SIMs então a escolha é sua entre ter dois números ou dar mais espaço para armazenamento de fotos, vídeos etc.

O perfil direito abriga o botão de volume e o botão liga / desliga que integra o sensor biométrico para desbloqueio do Nokia G42 por impressão digital, cuja reatividade não foi das melhores embora o reconhecimento ocorra de forma bastante precisa. O desbloqueio facial também está disponível, se necessário, usando a câmera selfie. Por fim, o perfil inferior dá espaço ao microfone, a entrada Tipo C para carregamento e transferência de dados com suporte OTG, o alto-falante do sistema mono e o conector de 3,5 mm para fones de ouvido com fio, o que nos permitirá explorar também o Rádio FM presente no sistema operacional.

DISPLAY

Antes de falar com vocês sobre o painel Nokia G42 5G quero dizer algumas palavras sobre a estética geral do smartphone, decididamente antigo, antigo, enfim o aparelho parece ter saído de uma gaveta esquecida em um canto. Na verdade, se a traseira ainda consegue se misturar aos smartphones modernos, embora o retângulo com 3 lentes integradas e flash LED também apareça poco atual, é certamente a frente do smartphone que não deixa dúvidas, oferecendo molduras decididamente muito grossas, quase constrangedoras na parte inferior, mas acima de tudo é a presença do entalhe em forma de lágrima com câmera selfie acoplada que dá o golpe de graça .

Vamos falar do display do Nokia G42 5G, um painel de 6,56″ em formato 20:9 protegido por Corning Gorilla Glass 3 com resolução HD+ (720 x 1612 pixels), cujo brilho máximo é de 560 nits. Você leu certo, resolução HD+ embora o suporte Widevine L1 esteja presente, o que no final das contas não adianta, considerando a baixa resolução do painel. Também não há suporte para conteúdo HDR e no geral a taxa de atualização de 90 Hz que o dispositivo deve desfrutar parece ser ativada raramente, já que o usuário só pode escolher se quer ter 60 Hz fixos ou deixar o sistema decidir a frequência de atualização com base em o conteúdo mostrado no vídeo. No geral, uma exibição medíocre, nada mais. Felizmente, o sensor de proximidade funciona bem, enquanto o sensor de iluminação é um pouco conservador.

SOM E CONECTIVIDADE

Como já mencionado, o alto-falante é do tipo mono e o áudio retornado não é de volume alto além de parecer sofrer de certo desequilíbrio em relação aos tons médio-altos em detrimento dos graves. Felizmente a empresa incluiu a função de volume BOOST que aumenta o volume, mas na realidade traz o volume ao nível padrão com que outros smartphones estão equipados, aliás às vezes até parece estalar, justamente pela ausência de uma boa equalização. Além disso, a função BOOST de volume funciona apenas para conteúdo multimídia e não no modo viva-voz. O áudio da cápsula, porém, foi muito bom, desde que você consiga manter a chamada ativa: na verdade, a cada chamada recebida ou feita você terá que fazer duas vezes, pois depois de cerca de dez segundos a linha cai ou o áudio parece ir embora. Não posso dar uma explicação técnica, mas na segunda tentativa tudo parece funcionar bem.

Existe módulo Bluetooth 5.1, NFC para pagamentos sem contacto, jack de 3,5 mm e Rádio FM, GPS com ligação a satélites Galileo, OTG e teoricamente WiFi 6. Porque digo teoricamente? O Nokia G42 5G está configurado para o padrão 6, mas o suporte real e o desbloqueio de banda só virão com uma atualização futura de firmware. Funcionamento garantido com Android Auto enquanto a navegação de dados é do tipo 5G Dual mas pessoalmente não consegui testar esta tecnologia, mas a velocidade de navegação foi bastante aceitável nos vários testes de velocidade e principalmente durante a minha utilização.

HARDWARE, DESEMPENHO E SOFTWARE

O Nokia G42 5G está equipado com um SoC low-end, nomeadamente o Snapdragon 480, um processador octacore com clock máximo de 2.2 GHz e um processo de produção de 8 nm, que é acompanhado por uma RAM LPDDR4X de 6 GB que pode ser virtualmente expandida por mais um. 5 GB. A GPU é a Adreno 619 e o armazenamento é de 128 GB UFS 2.1 expansível até 1 TB via cartão micro SD. Um pacote de hardware que certamente não grita milagre e que mostra seu lado em situações estressantes, na verdade este exemplar não é adequado para operações importantes como longas sessões de jogo com gráficos altos, mesmo que você possa jogar um jogo de Call of Duty Mobile fazer, mas sem exigir o máximo de detalhes gráficos. As operações diárias são garantidas, mas não espere uma capacidade de resposta extrema.

Outro ponto sensível é o software, baseado no Android 13 com patches atualizados em 2023. Mas a empresa garante 2 grandes lançamentos e 3 anos de patches atualizados mensalmente. É uma pena que estamos no final de outubro e não há sequer sinal dos patches do mês além do fato de que os de setembro chegaram bem no final do mês, então a primeira mentira, o fato da segurança mensal atualizar. Além disso, encontramos alguns bloatware já instalados que em uma versão stock como a adotada pela Nokia não causam uma boa impressão.

AUTONOMIA E REPARABILIDADE

A bateria é do tipo QuickFix de 5000 mAh, que pode ser facilmente substituída utilizando o kit de ferramentas fornecido pela marca em colaboração com IFIXIT. A empresa declara uma duração de bateria de até 3 dias e garante 800 ciclos completos de carregamento, mantendo 80% do desempenho original antes da deterioração. Não há carregamento sem fio e a potência máxima de carregamento suportada é os habituais e modestos 20 W, por isso leva pelo menos 1,5 horas, se não 2, para ter energia total. Na realidade os 3 dias declarados pela empresa são utopias, no máximo você conseguirá 1 dia e meio com uso muito leve, enquanto mais realista é uma autonomia de um dia com uso semi-intenso, chegando à noite com cerca de 10 /15% de carga residual.

Falando na ferramenta IFIXIT para reparação faça você mesmo do smartphone, esta custa cerca de 30 euros, portanto a somar ao custo do smartphone, mais o preço de aquisição de componentes de substituição também deve ser tido em consideração, como display, bateria etc.. Resumindo, sem rodeios, acho a possibilidade de auto-reparar seu smartphone em casa uma ideia de marketing bizarra, considerando que não é tão fácil desmontar um smartphone mesmo que o suporte orienta são bem feitos, mas é melhor deixar que profissionais façam o trabalho.

CÂMERA E VÍDEO

Outro aspecto doloroso e decepcionante é o relacionado com o sector fotográfico e performances relacionadas. A câmera principal do Nokia G42 5G é composta por um sensor AF de 50 MP f/1.8 ladeado por duas lentes de 2 MP que executam funções macro e coletam dados de profundidade de campo. Os vídeos são estabilizados digitalmente com baixo desempenho e a resolução máxima em que podemos gravá-los é 1080p 30 fps.

Vídeos e fotos instáveis poco detalhado em condições de iluminação desfavoráveis, onde o modo noturno apropriado não traz nenhuma melhoria. No geral, bastam fotos para compartilhar nas redes sociais, mas eu não confiaria as lembranças da minha vida a este telefone. Até a câmera selfie, lente de 8 MP, não dá muita satisfação, renderizando rostos poco cores naturais e às vezes desbotadas.

CONCLUSÕES E PREÇO

O Nokia G42 5G custa 213 euros na variante de 4/128 GB e 239 euros na de 6/128 GB, mas pesquisando atentamente online o smartphone pode ser levado para casa por 208 euros. Preços alinhados e justos se estivéssemos falando de outro smartphone, já que pelo mesmo preço você ganha um maravilhoso Motorola Moto Edge 30 Neo que oferece muito, muito mais e se você realmente quer economizar um pouco recomendo os diversos aparelhos da Motorola, como G54, G84, G32, G42 etc... Aqui você tem a impressão de ter um smartphone antigo em mãos, com componentes reciclados (não apenas os materiais) e depois há demasiadas promessas da marca que não foram cumpridas. A estética não muito fresca e o desempenho de gama baixa-média certamente não me fizeram apaixonar, aliás mal podia esperar para voltar ao meu aparelho que uso no dia a dia.

6.1 Pontuação total
Nokia G42 5G

Um smartphone que você mesmo pode consertar... talvez porque queira quebrá-lo? O Nokia G42 5G se enquadra em um nicho de mercado muito agressivo, mas com especificações e design obsoletos.

CONFEZIONE
6
DESIGN E MATERIAIS
5.8
DISPLAY
6.1
HARDWARE
6.2
AUDIO
6.4
RECEPÇÃO
5.6
SOFTWARE
6.1
CAMERA
6.4
BATERIA
5.9
ERGONOMIA
7.1
EXPERIÊNCIA DE USUÁRIO
6.3
PREÇO
5.7
PROS
  • EXPANSÃO DE MEMÓRIA VIA MICRO SD
  • RÁDIO FM PRESENTE
  • PRESENTE JACK DE FONE DE OUVIDO
CONS
  • PROJETO OBSOLETO
  • EXIBIÇÕES HD+ APENAS
  • PROBLEMAS NA CHAMADA
  • VÍDEOS E FOTOS MUDOS
  • PREÇO ALTO
  • "MENTIRA" SOBRE ATUALIZAÇÕES
Dê sua opinião  |  Leia resenhas e comentários
Emanuele Iafulla
Emanuele Iafulla

Nerd, Geek, Netizen, termos que não me pertencem. Simplesmente eu, amante da tecnologia e provocativa como a Xiaomi faz com seus produtos. Alta qualidade a preços justos, uma verdadeira provocação para as outras marcas mais famosas.

Subscrever
notificar
convidado

1 Comentário
mais votado
mais novo mais velhos
Comentários em linha
Ver todos os comentários
Leonardo Tebaldi
Leonardo Tebaldi
meses 5 atrás

Quero relatar um problema no meu celular Nokia G42 5G usando aplicativos de navegação e mapas, como o HERE WeGo ou o Maps. Em ambos os aplicativos, quando há uma chamada em andamento, independentemente de você usar Bluetooth ou viva-voz no celular, você pode perceber que a posição indicada pelo programa se torna imprecisa: ele permanece parado em um ponto, atrás e /ou lateral ao local onde estão, cada vez mais distantes até atualizar, mas permanecendo sempre em uma posição atrás e/ou ao lado do ponto real.

XiaomiToday.it