Você está interessado neles OFERTAS? Economize com nossos cupons em WhatsApp o TELEGRAM!

Mercado de smartphones na Europa: declínio geral, crescimento da Apple

A empresa especializada Canalys realizou uma interessante pesquisa relacionada ao mercado de smartphones na Europa, de onde emergiram alguns aspectos muito interessantes.

Na Europa, este mercado caiu -13% ano a ano

Em primeiro lugar, deste estudo emergiu que o mercado de smartphones vive um momento de declínio: de fato, na Europa, em 2023, houve uma tendência de –13% anualmente, um percentual em linha com o que está acontecendo globalmente.

A queda nas vendas seria atribuída principalmente às dificuldades econômicas generalizadas, em qualquer caso a Canalys acredita que já a partir do próximo ano haverá umreversão de tendência.

Com base nisso, o atual certamente pode ser um excelente momento para comprar smartphones de qualidade a preços atraentes: de fato, em sites de comércio eletrônico de tecnologia como o ByTecno, você pode encontrar muitos telefones celulares em oferta.

Muito interessante também é o quadro que a Canalys traçou em relação ao vários fabricantes de smartphones, que estão vivendo momentos profundamente diferentes uns dos outros.

As marcas que dominam o mercado de smartphones

Antes de tudo, a Canalys se perguntou: quais marcas dominam esse mercado? Figura primeiro Samsung, que corresponde a 35% do mercado total, é seguida por outra gigante como Apple com 33%, enquanto completar o "pódio" está lá Xiaomi com o 15%.

Decididamente mais marginal, mas não desprezível, é a importância de marcas como OPPO e TCL, ambas correspondentes a 3% do mercado total, enquanto os restantes 11% são ocupados por outras marcas que não as referidas até agora, que constituem uma única rubrica.

As tendências registadas anualmente pelas várias marcas

As tendências com que as várias marcas se depararam neste ano, como referimos, foram profundamente diferentes.

Samsung, de fato, em 2023 experimentou um declínio anual de -16%, como resultado, também viu sua participação de mercado cair de 36% para 35% Xiaomi registou um “sinal menos” não desprezível, com uma tendência de -17% numa base anual.

No entanto, a tendência é completamente diferente Apple: o colosso de Cupertino, de fato, não só não sofreu quedas, como também registrou crescimento, em contraste tanto com a tendência dos outros "grandes" quanto com a tendência geral deste mercado.

Especificamente, entre 2022 e 2023, a Apple teve uma taxa de crescimento anual de + 1%, graças ao qual a participação de mercado relativa aumentou de 28% em 2022 para 33% este ano.

Mesmo no que diz respeito às outras marcas, existem tendências profundamente diferentes: OPPO, por exemplo, em apenas um ano caiu -53%, enquanto TCL, pelo contrário, tem-se revelado uma marca emergente muito interessante, com crescimentos de + 19% entre 2022 e 2023.

A categoria que engloba todas as outras marcas não mencionadas, por outro lado, registou um decréscimo de -20%alinhada com as tendências do mercado.

Apple vai ver a sua quota de mercado crescer ainda mais

Este é, pois, o quadro que emerge deste interessante relatório editado pela Canalys: o mercado dos smartphones revela-se um mercado que, embora muito rico em fabricantes, inclui uma pequeno número de protagonistas.

Grandes marcas como Samsung e Xiaomi têm registado quedas significativas, mas a Apple mostra-se a segurar muito bem o mercado e tudo indica que conseguirá aumentar ainda mais a sua quota de mercado.

Edoardo D'Amato
Subscrever
notificar
convidado

0 comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
XiaomiToday.it