Você está interessado neles OFERTAS? Economize com nossos cupons em WhatsApp o TELEGRAM!

Como escolher o smartwatch certo: as questões cruciais a serem consideradas

Este guia de compra de smartwatch disseca os vários aspectos a avaliar na escolha entre Apple Watch, Samsung Galaxy Watch, Fitbit ou as propostas de outras marcas de renome de dispositivos wearable. Compreender o seu orçamento e identificar os principais recursos de saúde e exercícios que você deseja pode simplificar muito a escolha e a compra de um smartwatch.

Neste guia contamos com a experiência de Carmine Di Donato, fundador e autor do renomado blog Watchreviews.it, que há anos é uma referência no campo da melhores smartwatches para comprar, fornecendo conselhos valiosos e facilitando a escolha de inúmeros usuários. A sua dedicação ao exame e avaliação de produtos, serviços e aplicações visa orientar os utilizadores na escolha mais adequada às suas necessidades.

Gigantes da tecnologia como Apple e Samsung, bem como fabricantes históricos de relógios como Tag Heuer e Fossil, colocam no mercado smartwatches que trazem notificações, aplicativos e muito mais diretamente para o seu pulso. Inovações recentes, como o Apple Watch Series 9 e o Samsung Galaxy Watch 6, elevam ainda mais o padrão do que esses dispositivos podem fazer.

Existem também smartwatches, como o Apple Watch SE, que funcionam independentemente do seu telefone. Por outro lado, se procura uma solução que lhe permita desligar-se de notificações incessantes, poderá encontrar os seus melhores aliados nos rastreadores de fitness tradicionais.

Portanto, quer você esteja com um orçamento apertado, tenha metas específicas de condicionamento físico ou queira aumentar sua produtividade, este guia de compra de smartwatch o ajudará a escolher o dispositivo vestível certo para você.

Dicas rápidas

Compatibilidade: Não compre um smartwatch sem verificar se ele funciona com o seu smartphone. Por exemplo, os Apple Watches só funcionam com os melhores iPhones. Reunimos um guia com os melhores smartwatches Android para opções que combinam com seu Samsung, Google ou outro smartphone Android.

funções de fitness: Se você é um amante do fitness, escolha um relógio com sensor de frequência cardíaca e GPS (para monitorar suas corridas) Você pode consultar nosso guia dos melhores relógios para correr se este for seu esporte favorito. E confira nossa comparação entre o Apple Watch 7 e o Garmin Instinct 2.

A vida da bateria: Ao comprar, preste atenção à duração da bateria. Os smartwatches híbridos, que mais se parecem com relógios analógicos, tendem a ter bateria de maior duração, mas não vêm com telas sensíveis ao toque.

Alças intercambiáveis: Verifique se o fecho ou fivela da cinta é fácil de usar e substituir. Certifique-se também de que seja fácil encontrar pulseiras de reposição.

Disponibilidade do aplicativo: a seleção do aplicativo é um fator que diferencia o Wear OS do watchOS. No entanto, não é tão importante quanto a compatibilidade, o design e outros recursos.

Compatibilidade com o sistema operacional e telefone

Como a maioria dos smartwatches são projetados para acompanhar o seu smartphone, a compatibilidade do dispositivo é muito importante. Por exemplo, os principais Fitbits como o Fitbit Versa 3 e o Fitbit Versa 2 funcionam com vários telefones Android e iPhones. No entanto, os proprietários de telefones Android têm mais um recurso: resposta rápida às mensagens de texto recebidas e capacidade de atender chamadas.

O novo Wear OS do Google atualmente funciona apenas no Samsung Galaxy Watch e no Montblanc Summit 3, mas está chegando a todos os smartwatches equipados com o chipset Qualcomm Snapdragon 4100. Criamos um guia para a adequação do Wear OS, mas atualmente apenas o TicWatch Pro 3 e TicWatch E3 da Mobvoi estão disponíveis.

Não é de surpreender que o Apple Watch só funcione com o iPhone. A watchOS App Store está localizada no aplicativo Apple Watch pré-instalado para iPhone. Aqui você pode instalar versões para assistir de seus aplicativos iOS favoritos ou encontrar novos: a loja oferece de tudo, desde jogos a aplicativos de monitoramento de condicionamento físico, até extensões dos aplicativos de produtividade mais usados, para receber notificações do Slack ou visualizar listas no Todoist.

Compatibilidade entre dispositivo e sistema operacional

Importância da compatibilidade: A sinergia entre smartwatch e smartphone é essencial, por isso certifique-se de que o relógio escolhido é compatível com o seu telefone. Os principais modelos da Fitbit, como o Versa 3 e o Versa 2, fazem interface com Android e iPhone. No entanto, os proprietários de dispositivos Android desfrutam de vantagens adicionais, como responder rapidamente às mensagens e gerenciar chamadas diretamente do relógio.

Wear OS e dispositivos compatíveis: o novo Wear OS do Google, por enquanto, é exclusivo para alguns modelos como o Samsung Galaxy Watch e o Montblanc Summit 3, mas será estendido a todos os smartwatches com chipset Qualcomm Snapdragon 4100. No momento, o as únicas opções de Wear OS disponíveis são o TicWatch Pro 3 e o TicWatch E3 da Mobvoi, para os quais preparamos um guia específico.

Exclusividade do Apple Watch: Os Apple Watches são exclusivos para usuários de iPhone e são configurados por meio do aplicativo Apple Watch já presente em dispositivos iOS. A watchOS App Store, acessível a partir do aplicativo, é onde você pode baixar seus aplicativos de relógio favoritos ou descobrir novos aplicativos. A oferta é variada e varia de jogos a aplicativos de monitoramento de condicionamento físico, até extensões para aplicativos de produtividade, como notificações do Slack ou listas Todoist.

Comparação entre monitores OLED e LCD

Os displays OLED e AMOLED são comumente empregados na maioria dos smartwatches modernos, oferecendo gama de cores vivas e maior brilho. A desvantagem é um impacto maior no consumo de energia, apesar dos avanços contínuos na eficiência. Alguns modelos oferecem bateria com duração de vários dias ou até semanas, mas se a longevidade da bateria for sua prioridade, um display monocromático pode ser a escolha certa.

Smartwatches mais acessíveis tendem a incorporar telas OLED nítidas em vez de LCDs, o que permite um design mais fino. A Apple apresentou sua primeira tela OLED com o objetivo de reduzir a espessura do Apple Watch de primeira geração. A Samsung, porém, tem o mérito de ter lançado o primeiro smartwatch OLED com o Galaxy Gear em 2013.

Guia de compra de smartwatch: tela sensível ao toque vs. interação Chaves Físicas

A presença de uma tela sensível ao toque em smartwatches é quase um dado adquirido, mas a navegação em telas menores às vezes pode ser frustrante e nem todos os gestos de toque são imediatos ou intuitivos.

O Wear OS lida bem com a apresentação de notificações que podem ser dispensadas com um simples toque, mas navegar pelos outros recursos do aplicativo requer mais interações. No entanto, alguns movimentos do pulso permitem alternar rapidamente entre aplicativos.

A Apple adotou uma abordagem híbrida para o Apple Watch, implementando tanto o toque quanto a Coroa Digital e um botão lateral. A Digital Crown é usada para ampliar ou rolar o conteúdo com facilidade, enquanto o display detecta a diferença entre um toque leve e uma pressão mais forte com a tecnologia Force Touch. O botão lateral dá acesso ao dock de aplicativos frequentes.

A Samsung equipou modelos como o Galaxy Watch original, o Galaxy Watch 3 e o mais recente Galaxy Watch 4 com uma moldura giratória para navegar nos menus, que você usa em combinação com o toque.

Estética e Adaptabilidade

Quando se trata de smartwatches de alta qualidade, um dos recursos populares é a capacidade de trocar pulseiras e personalizar a aparência geral do dispositivo. A capacidade de personalizar o seu relógio é crucial para quem procura refletir o seu estilo pessoal.

A escolha de pré-compra para a maioria dos smartwatches é bastante variada atualmente. Por exemplo, com os modelos Apple Watch e Fossil, você pode selecionar não apenas a cor e o material da pulseira, mas também a tonalidade, o acabamento e o tamanho da caixa.

O conforto é um aspecto crucial, assim como a simplicidade de poder colocar ou tirar o relógio. Devem ser evitados fechamentos muito complicados ou difíceis de manipular. Felizmente, muitos modelos recentes adotam fivelas do tipo padrão para maior comodidade.

Os mostradores redondos são uma tendência crescente entre os smartwatches, dando aos dispositivos uma aparência que lembra mais os relógios tradicionais. E os novos modelos tendem a ser mais compactos e finos. Por exemplo, o Garmin Lily é uma das principais opções da Garmin, ideal para pulsos mais delicados.

Até marcas de relógios clássicos estão entrando no setor de wearables, oferecendo dispositivos Wear OS que combinam a elegância típica dos relógios analógicos com os recursos inteligentes oferecidos pelo Google. Marcas como Movado, Tag Heuer, Emporio Armani e Louis Vuitton apresentaram os seus smartwatches, muitas vezes posicionados numa faixa de preço mais elevada. Apesar do apelo da marca, estes dispositivos nem sempre são a melhor escolha face aos oferecidos pela Apple, Samsung, Garmin ou Fitbit.

Funções de fitness, contagem de passos, frequência cardíaca, ECG, SpO2 e GPS

À medida que os rastreadores de fitness continuam a ganhar atenção, os fabricantes de smartwatches começaram a trabalhar na integração de recursos de monitoramento de atividade física. Alguns smartwatches dependem do seu smartphone para monitorar atividades, mas a maioria possui pelo menos um pedômetro integrado para contar ou monitorar passos.

Se você planeja usar um smartwatch principalmente para exercícios, considere rastreadores de fitness com recursos semelhantes aos do smartwatch, como o Fitbit Charge 5 ou o Garmin Forerunner 245, que permitem alterar o mostrador do relógio e ler as leituras. .notificações. Ambos oferecem recursos de saúde da mulher, como a capacidade de registrar sua menstruação e sintomas, além de comparar seu ciclo com estatísticas de saúde, como sono e atividade.

Todos os smartwatches que recomendamos têm um monitor de frequência cardíaca integrado, mas nem sempre os consideramos tão confiáveis ​​quanto rastreadores de fitness dedicados como o Fitbit Inspire 2. O sensor de frequência cardíaca do Apple Watch provou ser mais confiável do que o Apple Relógios. O sensor de frequência cardíaca do Apple Watch se mostrou mais preciso em nossos testes.

Além do monitor de frequência cardíaca, alguns modelos são equipados com GPS, o que os torna mais interessantes para quem quer correr ou pedalar ao ar livre e quer monitorar distância e ritmo. No entanto, lembre-se de que o uso do GPS tem um impacto significativo na vida útil da bateria.

Outros recursos, como monitoramento de ECG e SpO2, também podem ser importantes para você. Fitbit, Apple e Samsung possuem sensores de ECG aprovados pela FDA em alguns de seus smartwatches mais recentes. O ECG pode detectar sinais de fibrilação atrial. O monitoramento de SpO2 é mais comum e detecta os níveis de oxigênio no sangue para detectar sinais de apnéia do sono ou outras possíveis condições respiratórias.

Funções para bem-estar e atividade física

Com o avanço tecnológico, os smartwatches foram enriquecidos com funções desportivas, tornando-se verdadeiros aliados da saúde e da boa forma. Embora alguns smartwatches ainda dependam do smartphone para monitorar atividades, a maioria possui recursos independentes, como pedômetros para contagem de passos.

Para os entusiastas do fitness, existem dispositivos que combinam as qualidades dos rastreadores de fitness com recursos inteligentes. Exemplos são o Fitbit Charge 5 e o Garmin Forerunner 245: ambos permitem personalizar a tela e receber notificações. Eles também apresentam opções dedicadas à saúde da mulher, como acompanhar o ciclo menstrual e correlacioná-lo com outros dados de saúde, como sono e atividade.

Quando se trata de medir a frequência cardíaca, quase todos os smartwatches que recomendamos incluem esse recurso, embora em testes comparativos, dispositivos dedicados como o Fitbit Inspire 2 tenham frequentemente provado ser mais precisos. No entanto, o Apple Watch provou ser particularmente confiável no monitoramento cardíaco em nossos testes.

A presença do GPS é mais um ponto forte para quem deseja rastrear seus percursos ao ar livre enquanto corre ou anda de bicicleta, ainda que a ativação do GPS possa reduzir significativamente a vida útil da bateria.

Finalmente, recursos avançados como monitoramento de ECG e SpO2 estão se tornando mais comuns e podem ser de particular interesse. Marcas como Fitbit, Apple e Samsung oferecem sensores de ECG certificados pela FDA em alguns de seus modelos principais, capazes de detectar sinais potenciais de fibrilação atrial. O monitoramento de SpO2, que mede a saturação de oxigênio no sangue, é útil para detectar problemas como apnéia do sono ou outros distúrbios respiratórios.

Comunicação e transações sem fio

Se você estiver interessado em fazer chamadas diretamente do pulso, muitos smartwatches oferecem funcionalidade LTE, permitindo que você deixe seu telefone em casa. Serviços como o NumberSync da AT&T e o NumberShare da Verizon permitem que você mantenha o mesmo número de telefone no telefone e no relógio, funcionando mesmo se o telefone estiver longe ou desligado. No entanto, observe que é necessário um plano de dados separado para a conectividade celular do relógio, custando aproximadamente US$ 10 por mês.

A tecnologia NFC presente em muitos smartwatches permite efetuar pagamentos eletrónicos independentemente do seu smartphone. O Apple Watch permite o uso do Apple Pay mesmo sem conexão iPhone ou LTE. Smartwatches com Wear OS suportam Google Pay, enquanto dispositivos Samsung mais recentes são compatíveis com Samsung Pay.

Marcas como Garmin e Fitbit, famosas pelos relógios esportivos, integraram a capacidade de fazer pagamentos móveis em suas versões mais recentes.

Autonomia e modo de carregamento

Quanto à duração da bateria, a maioria dos smartwatches com telas coloridas duram entre um e dois dias com uma única carga, embora em alguns casos possam durar menos. Este aspecto é essencial a ser considerado com base na frequência com que você deseja recarregar o dispositivo.

É claro que o uso intensivo das funções de voz reduzirá a vida útil da bateria, como demonstra o Apple Watch que, com uso misto, chega a cerca de 18 horas por carga.

Quanto ao carregamento, muitos modelos, incluindo o Apple Watch e o Samsung Galaxy Watch 4, adotam sistemas de carregamento sem fio, que são muito práticos e não requerem conexão física ao carregador, apenas colocando-o sobre uma base.

Guia de compra de smartwatch: faixas de preço

Excluindo modelos econômicos de marcas menos conhecidas, o preço dos smartwatches varia de US$ 100 para modelos mais antigos a US$ 1.600 para o Tag Heuer Connected. Geralmente, o custo dos smartwatches fica entre 200 e 500 dólares, variando de acordo com recursos e acessórios adicionais.

Por exemplo, o Apple Watch Series 8 tem preço inicial de US$ 399 para a versão com caixa de alumínio e pulseira de silicone sem LTE, mas pode ultrapassar US$ 1.399 para variantes com caixas de cerâmica ou designs exclusivos.

Cabe a você determinar qual combinação de estética e funcionalidade melhor atende às suas necessidades e orçamento.

Edoardo D'Amato
Subscrever
notificar
convidado

0 comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários
XiaomiToday.it